quinta-feira, agosto 23, 2012

Kilimanjaro 2007 - 23 de Agosto de 2007, quinta-feira (5.º dia)


23 de Agosto de 2007, quinta-feira (5.º dia)


Programa proposto:
Day 5: The trail gradually steepness and enters the giant heather moor land zone then crosses the Shira ridge at about 3600m to drop gently down to Shira 1 camp located by the stream on the Shira plateau (3500m, 5hours).

Dados da expedição para este dia:
·                  Ponto de partida: Mti Mkubwa Campsite (2750m)
·                  Ponto de chegada: Shira Camp 1 (3500m)
·                  Progressão em altitude: 750m
·                  Distância percorrida:
·                  Tempo de caminhada previsto: 5 horas (real: +/- 7 horas)
Condições do dia:
·                  Nascer do sol: 06h53
·                  Temperatura: na tenda, não medida; no exterior: entre 6 e 7º C
·                  Condições de tempo: céu completamente limpo; sem vento

Alvorada às 06h00. Chá na tenda às 07h00. Pequeno-almoço 07h30. Saída às 08h00.
Hoje acordámos às 6h00 com um “galo” a cantar... Era o Man’el, claro!... Quem mais poderia querer que toda a gente saísse bem cedinho da cama e não descansava enquanto não conseguisse o seu desiderato?...
 Arrumámos as mochilas e tomámos um bom pequeno-almoço com fruta, torradas, chá, café, cacau, leite, ovos e papa maizena.
A caminhada iniciou-se às 08h33. Desde que nos levantámos até começar a agora a temperatura subiu cerca de 5 graus, dos 7º para os 12º.
Caminhámos numa zona de floresta semi-tropical com árvores enormes, a que se seguiu uma zona de arbustos e mata menos densa. A paisagem era exuberante.
Às 09h55 fizemos a primeira paragem para descanso, com 18º C. O céu estava completamente limpo.
Começamos a ensaiar as primeiras canções na língua nativa. Os guias ajudavam.
Muzungo…
Ánápanda…
Mulima…
Kilimanjaro…
10h14. Pelas coordenadas locais, atingíamos, pela primeira vez, o meio da escalada. A vegetação torna-se decididamente arbustiva.
10h53. Atingimos os 3000 m. O céu está agora nublado, mas a temperatura continua a subir: 22º C.
11h43. Paramos para almoçar ligeiramente abaixo dos 3000m. 26º C, céu pouco nublado e absolutamente sem vento.
12h15. Retomamos a marcha.
15h15. Chegamos a Shira Camp 1. Tempo total da caminhada de hoje quase nas 7 horas. Foi um percurso difícil, com subidas muito longas e íngremes. Estávamos agora a 3500 m de altitude, mas antes atingíramos os 3600 m
17h05. Avistámos, pela primeira vez, as neves do Kilimanjaro, desde que iniciámos a subida. Um recorte imponente na paisagem.
As 17h05 já iam longe quando tirámos esta fotografia. As nuvens cobriam toda a montanha, excepto uma pequena região na base. Praticamente ficámos ali todo o tempo à espera que as nuvens se dissipassem.

O Campo Shira 1 fica num plateau/planalto imenso que permite que a nossa vista alcance bem longe.
Depois da excitação do primeiro contacto directo com o Kili, fomos finalmente lanchar. Chá e pipocas, como sempre, a marcar o fim do esforço da jornada. O jantar veio um pouco mais tarde. Sopa - óptima! - de legumes e massa com ratatouille e frango. Para a sobremesa havia abacate, mel e crepes. No fim, tomámos um chá de gengibre, disseram-nos os guias que era para ficarmos fisicamente mais vigorosos e de espírito mais forte.
Durante este percurso temo-nos cruzado com vários grupos de diferentes nacionalidades que, como nós, estão a fazer a subida do Kilimanjaro. Hoje cruzámo-nos com um grupo provavelmente pouco frequente (seria mesmo pouco frequente?...) Havia um contraste nítido entre a nossa estrutura relativamente pequena,  um grupo de 5 pessoas, e uma outra, de um grupo de 3 americanos… com 27 carregadores! Ou seja, uma proporção de 9 carregadores por escalador. Nós mantínhamos a proporção habitual: 2 carregadores por cada elemento do grupo. Será que até levariam camas com eles?...
 Amanhã, como será?... Teremos um dia fácil ou difícil? Mais uma vez a Isabel perguntou ao guia Augusto como seria o percurso daqui para a frente e se haveria possibilidade de desistir. O guia, bondosamente (e verdadeiramente, como pudemos comprovar depois) respondeu que o percurso do dia que se seguiria seria mais fácil do que o que o antecedia, ou seja, o dia de hoje.

Sem comentários: