segunda-feira, junho 25, 2012

Não concordo com José Mourinho, nem com Nelson Mandela - 2/2

Hoje também fui "obrigado" a dedicar um pouco de atenção a Nelson Mandela. Por causa da Academia Ubuntu. Nelson Mandela disse -  e alguém depois escreveu - as seguintes palavras:
"No one is born hating another person because of the colour of his skin, or his background, or his religion. People must learn to hate, and if they can learn to hate, they can be taught to love, for love comes more naturally to the human heart than its opposite."
A Wikipédia traduziu assim as palavras de Mandela:
"Ninguém nasce odiando outra pessoa por causa da cor de sua pele, da sua origem ou da sua religião. Para odiar, é preciso aprender. E, se podem aprender a odiar, as pessoas também podem aprender a amar."
Nelson Mandela, senhor presidente, com todo o respeito, o oposto, ou o contrário, do amor não é o ódio. O contrário do amor é a indiferença.
É importante dizer isto porque a razão do ódio é uma, e a fonte da indiferença é outra. Ora isto tem implicações importantes na educação das crianças e dos jovens.
Não quero que o meu desacordo desvie a atenção do mais importante que diz: que para odiar é preciso aprender. Isso é essencialmente verdade! E o crescimento ou ou apaziguamento do ódio gere-se na relação educativa. Só que para que os educadores (pais, professores, líderes sociais) possam ter comportamentos  positivos no campo da educação da vivência do ódio é preciso que saibam bem o que está realmente em causa quando se sente ódio.
Voltarei a este assunto em breve.

Sem comentários: