quinta-feira, maio 02, 2013

MANDEI VIR OS ÁCIDOS, AS BASES E OS SAIS...


MANDEI VIR OS ÁCIDOS, AS BASES E OS SAIS...
1.º de Maio. Dia de muitos e longos discursos. Depois de ouvir alguns deles - seguramente não os ouvi a todos -, os discursos inflamados dos dirigentes sindicais, dos governantes, do Papa, dos genuinamente sonhadores do proletariado, dos especialistas comentadores das televisões, fiz à Rómulo de Carvalho: mandei vir os ácidos, as bases e os sais, as drogas usadas em casos que tais. Deu-me, afinal, esta coisa simples, já um dia apresentada e descrita no laboratório da simplicidade de António Aleixo:
"O mundo só pode ser
Melhor do que até aqui,
Quando consigas fazer
Mais p'los outros que por ti!".
Por mim, meus queridos poetas, está confirmado o produto desta observação!

Sem comentários: