domingo, abril 19, 2009

Mas as crianças, Senhor, porque sofrem assim?!

Nas sociedades urbanas, as novas gerações certamente não concebem já que exista vida social sem écrãs de televisão, computador ou playstation.
Nas televisões, no chamado horário nobre, à noite, quando é de esperar que a família esteja toda reunida em casa, TAMBÉM passam programas interessantes, ao lado de outros que claramente o não são.
O concurso "Uma canção para ti" é um programa que me parece estar no fio da navalha, ali mesmo na fronteira muito estreita entre um bom programa de entretenimento familiar e um programa (mais um!) de exploração comercial desonesta da alegria das crianças e da ingenuidade das famílias.
Ontem calhou, em Coimbra, entrar numa grande superfície comercial para uma compra de conveniência. Quando cheguei à caixa de pagamento, enquanto esperava a minha vez, olhei a prateleira das revistas que ali estava mesmo à minha frente e em duas delas vi fotografias do pequeno David Gomes a ocupar quase toda a capa, e noutra a fotografia dele também lá estava, só que bem mais discreta.
O David é um rapazinho que me tem encantado -  e tem, pelos vistos, encantado muita gente por esse País fora - com a sua voz, as suas interpretações musicais, a alegria contagiante do seu sorriso aberto e a expressividade artística do seu corpo, no concurso dominical da TVI, "Uma canção para ti".
Foram certamente um sonho e um prazer de criança que o levaram ao casting, primeiro e ao palco, depois. Na sociedade que inventámos, ele tem direito a esse sonho e a esse prazer. E a todos nós que pululamos à sua volta cabe a responsabilidade de o educar convenientemente; ou de o respeitar na verdura dos seus anos.
É isso mesmo: à comunicação social cabe TAMBÉM o dever de o educar ou de o respeitar.
Imagine-se, pois, o rapazinho, ali, no meu lugar, a ver as suas fotografias, legendadas por estes títulos, respectivamente nas revistas "Ana", "TV guia" e "Maria":
  • Menino de ouro não consegue ser feliz, vencedor antecipado provoca revolta
  • Racismo na família, "O Sr. José Luís (avô de David Gomes) é um racista!"!
  • David Gomes, Mãe proibida de falar
Lá dentro, em todas estas revistas, nenhum título ou subtítulo fala da voz  e das interpretações magníficas desta criança!...
O mais pequenino lamento - um eufemístico lamento - que aqui posso deixar vem-me da memória dos versos de Augusto Gil: "Mas as crianças, Senhor, / Porque lhes dais tanta dor?! / Porque padecem assim?!"
Ou o versículo bíblico, que cito de cor, também na fronteira entre o literal e o metafórico: "Fala, ancião, porque isso te compete. Mas com discrição, não perturbes a música."

Sem comentários: