segunda-feira, julho 20, 2015

Leonore Goldschmidt e o magistério de professor

"I have greatly enjoyed the cooperation and friendship of my pupils. I have learned that, in the end, nothing remains as satisfying as the love of those who come after us."
(Apreciei sempre muito a colaboração e a amizade dos meus alunos. Aprendi que, no final, nada fica de tão satisfatório quanto o apreço daqueles que nos seguem.)
Leonore Goldschmidt é uma heroína, que se libertou das leis da morte, com todo o mérito, em resultado de um esforço pessoal notável, numa das épocas histórias mais perigosas para os seres humanos, em que a arbitrariedade de dispor da vida e da morte reinava injustamente no seu país - a Alemanha, a partir da ascensão de Hitler ao poder - paradoxalmente, numa cultura que faz subir ao nível do sagrado o respeito pela Lei e pela Ordem. E os altamente inteligentes correligionários de Hitler puseram todas as suas capacidades ao serviço dos Valores contrários aos que nas sociedades humanas, desde sempre, alimentaram os princípios da Lei e da Ordem; e fizeram-no (ou melhor, começaram por fazê-lo) de uma forma altamente "sofisticada": precisamente através da Lei e da Ordem! Terá sido por questões de pueril pudor? Por viciada cegueira cultural?
As imagens eternizaram-na como "A professora que desafiou Hitler" (The teacher who defied Hitler).

Sem comentários: