sexta-feira, julho 01, 2011

A ironia e o sarcasmo

Recebi da minha querida amiga R.N. o excerto sobre a ironia. Fartei-me de rir!... Além de muito engraçada, a anedota pode ser explorada muito facilmente nas aulas.
Tive curiosidade, e fui ver a entrevista de Onésimo Teotónio de Almeidana íntegra. Está aqui.
Deixo agora o "meu" excerto, que compara a ironia ao sarcasmo:

(...)
Ainda sobre o Google, o motor de busca insiste em associar palavras como "humor" e "ironia" ao seu nome.

Gosto de humor em qualquer situação. É uma óptima ferramenta para sublinhar uma ideia, torna-a mais interessante. Quanto à ironia, é sempre preferível ao sarcasmo porque pede mais distância. O sarcástico é muito envolvido e emotivo, com fúria e raiva. Como aquele tipo que vai ao parlamento e diz "bandido, gatuno, meu cabrão". Vem o polícia e diz "o que se passa lá dentro"? "Nada, estão a fazer a chamada dos deputados." 

E a ironia?

É mais como o tipo que vai a uma casa de chá, onde estão senhoras educadas, e pergunta "há aqui algum sítio onde se possa mijar?" As senhoras respondem: "Olhe, o senhor naquele corredor vira à direita, na segunda porta está escrito ''cavalheiros''. Não faça caso, entre." A ironia não é aquela coisa portuguesa do escárnio e do maldizer.
(...)
Obrigadinho, R.!...

Sem comentários: