sexta-feira, setembro 18, 2009

Raúl Iturra, um grande amigo, um lutador da liberdade

É numa ambiência emocional de muita gratidão que saúdo o meu querido amigo Raúl Iturra e o seu querido Chile.
Repito o que já disse noutra altura deste cidadão do mundo: é uma personalidade incrível!... Imagine-se o mundo e imagine-se a cultura feitos gente. Feitos gentes, o mundo e a cultura param para vê-lo passar. Nota-se a sua presença e por onde passa deixa a marca da sua liberdade, da sua inteligência e da sua criatividade.
Nos cursos de iniciação à Psicologia, os professores têm sempre de abordar com os seus alunos a questão do que verdadeiramente causa ou determina o comportamento, é a clássica dicotomia "natureza versus cultura".
Quem esta questão pensar ao pé de Raúl Iturra, ao olhá-lo, ao tomar contacto com a sua vida e com o seu pensamento, seguramente se decide pelo pólo da cultura. Ao lado dele, sentimos respirar a força da acção humana sobre as coisas e sobre os mais radicais condicionalismos da liberdade e da mudança.
Não quis sequer introduzir o texto que ele tão gentilmente me enviou para celebrar o aniversário do seu Chile, que o galvaniza, apesar de tudo. O texto tem, no meu entender, a tal "respiração" própria do Raúl, não a quis contaminar com os meus viezes.
Um grande abraço de parabéns, querido amigo Raúl!

Sem comentários: