domingo, maio 04, 2008

A Thayna e os Índios Tupi Guarani

A Thayna S teve a amabilidade de me fazer umas perguntas em jeito de comentário, mais ou menos assim (no apontamento "A fala do Índio e O DIA DA TERRA" está a versão original deste comentário):

Eu gostei um pouco das histórias índigenas dos Índios Tupi Guarani. Tenho três perguntas a dizer:
- primeira: Porque os índios comem coisas diferentes das outras espécies de pessoas?
- seguda: Porque existem chefes de tribo indígena?
- terceira: Porque os tribos indígenas vestiam roupas diferentes das outras pessoas?

Bem, Thayna, o que te posso dizer imediatamente é o seguinte:
- primeira pergunta: todos os grupos humanos que fixaram um espaço de vida, como fizeram os Índios Tupi Guarani, comem o que a Natureza nesse espaço lhes proporciona espontaneamente; depois, com as trocas com outros grupos humanos, podem acrescentar coisas à sua alimentação, normalmente alimentos que depois se dão bem com o clima e com os terrenos plantados por cada um dos grupos humanos. Portanto, os índios de que falas comem o que o seu espaço de vida mais naturalmente lhes põe à disposição. Além disso, as crenças espirituais e religiosas também influenciam o que as pessoas comem. Por exemplo, em certas partes da Índia, embora haja muitas vacas e haja muita necessidade de alimentos, por razões religiosas, as pessoas não podem matar as vacas; entretanto, em África, o povo Masai tem como um dos principais alimentos o sangue das vacas.
- segunda pergunta: os grupos humanos só conseguem sobreviver e manter-se se tiverem uma organização das pessoas umas com as outras. Assim, é preciso haver um chefe, que é normalmente um homem. Repito, para que as pessoas de um grupo humano possam ter uma organização social que defenda e fortaleça o grupo.
- terceira pergunta: quase que te poderia responder aqui como fiz na primeira pergunta. Mas neste caso é importante falar das temperaturas altas ou baixas, a humidade e a secura do ar, a presença de sol intenso ou de sol fraco, a latitude do lugar, etc.

Thayna, as minhas respostas servem-te para alguma coisa?...

Sem comentários: